segunda-feira, 31 de maio de 2010

Leitura furiosa

Soubemos desta iniciativa recentemente, grazas ao blogue Ler, mais hai perto de 20 anos que se desenvolve. No ano 2000 chegou a Portugal e teño a certeza de que as Bibes Galegas non tardaremos en darlle vida na Galiza, aínda que, de algunha forma e sen o nome, xa existe.
Leitura furiosa é unha actividade de tres dias que reúne persoas que detestan a lectura ou que, simplemente,  non gustan de ler, con escritoras e escritoras, ao lado de persoas do mundo da ilustración, responsábeis de bibliotecas e, mesmo, xente do espectáculo:
"Vários pequenos grupos de gente zangada com a leitura convivem durante um dia com um escritor, como entenderem fazê-lo. À noite, o escritor escreve um pequeno texto que oferecerá ao grupo quando, no dia seguinte, voltar a encontrar-se com ele. Passarão todos por uma livraria, por uma biblioteca. Os textos são ilustrados, paginados e os que vêm de França e Kinshasa traduzidos. No Domingo, terceiro dia do encontro, são tornados públicos numa sessão de leitura feita por actores e não-actores, alguns deles musicados e cantados, e publicados numa brochura. Posteriormente são editados em livro".

Aquí e aquí poden coñecerse algunhas experiencias vividas na Leitura Furiosa portuguesa.

Sem comentários:

"Nunca me pintes costuras nos labios"

Co gallo do Día Contra a Violencia de Xénero , na Biblio o alumnado de Artes Escénicas e Danza de 4º da ESO realizaron unha performance a p...